Modelos meteorológicos indicam última semana do mês com chuvas em boa parte do país

A última semana do mês será marcada pelo retorno da umidade em boa parte do país, segundo as atualizações dos modelos meteorológicos divulgados nesta quinta-feira (19). Diferente do observado nesse mesmo período no ano passado, os mapas indicam a mesma previsão para os próximos dias. 

Andrea Ramos, meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), explica o período de neutralidade favorece para que as condições típicas sejam mantidas. “Nesse mesmo período no ano passado, nós já estavámos com influência do La Niña o que de certa maneira acaba trazendo certa instabilidade para os modelos”, comenta. 

Apesar da previsão da Administração Oceânica e Atmosférica (NOAA) indicar 70% de chances de um novo La Niña ainda neste ano, Andrea comenta que, até o momento, a tendência é de um evento climático mais curto e com menos intensidade do que o observado no ano passado. Ressalta, no entanto, que é preciso aguardar as próximas atualizações. 

A atualização do modelo de previsão estendida, divulgada nesta manhã pelo NOAA, prevê o retorno da umidade a partir do dia 27 de agosto. Entre os dias 27 e 4 de setembro, o modelo aponta chuvas de até 90mm em áreas do Paraná, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso.

A atualização mostra ainda a tendência de chuvas para Minas Gerais e Bahia, mas mantém a condição de tempo mais seco para Goiás. “Até o momento o modelo mostra a formação de um sistema frontal, que acaba favorecendo as áreas de instabilidade e mostra essa condição de um corredor de umidade”, comenta a meteorologista. 

Até lá, no entanto, as condições continuam sendo de tempo muito seco, temperaturas elevadas e baixa umidade relativa do ar em quase todo o Brasil e condição de chuva apenas na região Sul, com precipitação prevista entre 40mm e 60mm nos três estados. 

Veja o mapa de previsão estendida para todo Brasil:
 

NOAA
Fonte: NOAA


Já o modelo GFS prevê o retorno das chuvas para as demais áreas do país a partir do dia 28 de agosto. Segundo a rodada desta quinta-feira (19), as chuvas mais expressivas são esperadas para o norte do Rio Grande do Sul, entre 40mm e 45mm e áreas de Santa Catarina, Paraná e Mato Grosso do Sul com precipitação entre 30mm e 35mm. 

O mapa mostra ainda que dois sistemas diferentes devem favorecer o retorno das chuvas e a partir do dia 1º de setembro, a tendência é de avanço da umidade para São Paulo, Mato Grosso e extremo sul de Goiás, com precipitação de até 15mm. 

Segundo o Inmet, as próximas semanas serão marcadas por uma fase de transição entre as estações, destacando que as chuvas passam rápido, levam certo alívio para as áreas de seca, mas ainda não se trata do retorno efetivo da estação chuvosa – que deve acontecer entre a última semana do mês que vem e primeiros dias de outubro. 

Confira as previsões do modelo GFS: 

GFS - 190821

Fonte: Site Notícias Agrícolas | Data da publicação: 19/08/2021

Deixe uma resposta