Fundecitrus lança campanha “Greening é coisa séria” para conscientizar sobre a necessidade de ações urgentes contra o avanço da doença no cinturão citrícola

O Fundecitrus lança nesta quarta-feira (2/2) a campanha “Greening é coisa séria”, em função da gravidade da doença no cinturão citrícola de São Paulo e Triângulo/Sudoeste Mineiro, que é a maior região produtora de laranja do mundo, especialmente em algumas regiões paulistas.

Levantamento realizado em 2021 pelo Fundecitrus mostrou que o greening atingiu seu maior índice médio, 22,37%, com incidências críticas nas regiões de Limeira (61,75%), Brotas (50,40%), Porto Ferreira (37,84%), Avaré (29,41%) e Duartina (26,15%), com alguns agravantes: em Brotas, seis em cada dez laranjeiras adultas estão doentes, e em Limeira, sete em cada dez têm a doença, além de alta porcentagem das plantas jovens contaminadas (27,9% e 32%), números similares aos da Flórida, principal região citrícola dos Estados Unidos, que tem sido seriamente prejudicada pela doença e deve colher este ano sua menor safra de laranja.

Diante disso, a campanha tem como objetivo conscientizar sobre o perigo que a doença representa para uma atividade tão importante e estimular a união de todos os elos da cadeia citrícola para ações conjuntas, urgentes e rigorosas visando baixar a incidência de greening.

“Em São Paulo, se o trabalho for feito com extremo rigor por todos, podemos reverter o cenário com certeza. Temos o conhecimento e tecnologias necessárias para isso, por isso é fundamental que o citricultor faça sua parte”, diz o gerente-geral do Fundecitrus, Juliano Ayres. “Exemplo disso é a região de Matão [no centro do estado], onde a doença já afetou mais de 21% das plantas [2017] e está em queda, afetando menos de 10% hoje” argumenta.

A campanha tem como peça principal um filme no qual Rolando Boldrin, artista que, dentre outras características, tem uma relação muito forte com a cultura caipira do interior de São Paulo e com o homem do campo, dá um recado, numa interpretação comovente, sobre a seriedade da situação e importância de agir de maneira imediata com o conhecimento disponível hoje, desenvolvido pelo Fundecitrus e instituições parceiras. Para assistir, clique aqui

Fonte: Site Notícias Agrícolas | Data da publicação: 02/02/2022

Deixe uma resposta