Confira o que mexe no preço da soja

Há, pelo menos, três fatores que estão influenciando diretamente no preço da soja neste momento, aponta a equipe de analistas de mercado da Consultoria TF Agroeconômica. Se por um lado o clima doméstico sustenta as cotações, por outro pesam movimentos conjunturais globais, confira:

* Clima seco no sul do Brasil sustenta cotações em Chicago: no Brasil, de extensão continental, o clima se mostra seco nos três estados do sul e com excesso de umidade no Centro-Oeste, ambos causando danos ao desenvolvimento das lavouras. Embora não se saiba ainda a dimensão dos danos, o mercado de Chicago já começa a reagir a estas notícias, subindo.

* Menor apetite da China, com queda dos preços do suíno: A China recebeu 775.331 toneladas de soja dos EUA em outubro, queda de 77% em relação aos 3,4 milhões de toneladas um ano antes, de acordo com dados divulgados pela Administração Geral das Alfândegas. As margens de esmagamento da soja, usada na ração animal, permaneceram em território negativo nos principais centros de processamento da China por cerca de quatro meses até o início de setembro. As margens foram reduzidas pela queda nos preços da carne suína, com os suinocultores de Sichuan, um grande produtor, perdendo dinheiro até o final de outubro.

*O fator Índia começa a pesar no mercado e na formação dos preços da soja mundial: além dos fatores financeiros e monetários, o óleo de soja recebeu um valor altista de um fator comercial, visto que a USSA informou que as indústrias de petróleo dos EUA haviam concluído a venda de um embarque de óleo de soja para a Índia, destino que é praticamente coberto pela América do Sul exportadores.

Fonte: Site Agrolink | Data da publicação: 20/12/2021

Deixe uma resposta