Colheita de milho atinge 94% das áreas em MT, diz Imea; Pátria vê 63,4% para Brasil

plantação milho

A colheita de milho segunda safra 2021/22 alcançou 94,06% das áreas em Mato Grosso, maior Estado produtor do cereal, avanço de 8,77 pontos percentuais na variação semanal, mostraram dados do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

No mesmo período do ciclo anterior, os trabalhos estavam em 72,8% e a média histórica para esta época do ano é de 81,8%, conforme relatório.

O desempenho vem na esteira de um plantio mais rápido da história, após a retirada da soja de verão dos campos.

As regiões médio-norte e nordeste do Estado estão com a colheita mais acelerada, em 98,05% e 97,97%, respectivamente.

Em contrapartida, o ritmo mais lento é visto na região sudeste de Mato Grosso, que figura com 83,04% das áreas colhidas. Na tentativa de recuperar o atraso em relação ao restante do Estado, os produtores do sudeste avançaram os trabalhos em 18,14 pontos na semana.

Para o Brasil, a consultoria Pátria AgroNegócios estimou nesta sexta-feira que a colheita de milho atingiu 63,4% da área, avanço de 10 pontos percentuais em uma semana.

Puxado por Mato Grosso, o desempenho está à frente dos 44,3% registrados em igual período do ano passado e dos 57% na média dos últimos cinco anos.

Por outro lado, entre os principais Estados produtores, atrasos são registrados apenas no Paraná, onde o ritmo é mais lento que a média histórica.

“Preços mais baixos, limitação de logística e armazenagem reduzem o impulso ao avanço da colheita neste momento”, disse a consultoria em nota.

Fonte: Site Notícias Agrícolas | Data da publicação: 25/07/2022

Deixe uma resposta