Cana: Principal região produtora do BR tem pior frio em quase 20 anos; veja fotos e vídeos

A principal região produtora de cana-de-açúcar do Brasil, Ribeirão Preto, registrou o pior frio em cerca de duas décadas na madrugada desta terça-feira (20).

Essa foi a geada mais severa do ano para a cultura, segundo Paulo Junqueira Neto, presidente do Sindicato Rural da cidade. A massa de ar polar que avançou pelo país na madrugada desta terça já era esperada, mas chegou até o Sudeste com registro de mínima de -1,4ºC, por volta das 5h da manhã, na cidade de Pradópolis (SP). Em Ribeirão Preto (SP), a menor temperatura do dia foi de 1°C, segundo levantamento da Somar Meteorologia.

A temperatura de 1ºC em Ribeirão foi registrada no aeroporto da cidade, por volta das 4h, com a mesma sensação térmica, devido à ausência de ventos.

“Essa é a quarta geada registrada na região neste ano e foi a mais severa. Ainda não fazemos ideia de como a soqueira [rebrota] da cana vai reagir com essa condição”, disse Paulo Junqueira por telefone ao Notícias Agrícolas.

Depois de seca persistente na região Centro-Sul do Brasil nos últimos meses, com forte impacto na safra 2021/22, a cana registrou nesta madrugada a segunda onda de frio intensa do mês de julho. As baixas temperaturas devem seguir até quarta-feira (21).

Geada em Cravinhos SP - Foto Redes sociais (2)
Geada na cidade de Cravinhos (SP) – Foto: Reprodução/Redes sociais

Clique aqui e veja mais fotos e vídeos.

“O dia mais frio de Ribeirão Preto em 18 anos. Geada no Sul do Paraná e Minas”, disse um trader do mercado do açúcar em rede social.

Segundo Junqueira, com uma geada atrás da outra, as estimativas de safra de cana do Brasil podem ser reduzidas. A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) estima a safra 2021/22 de cana no Centro-Sul do Brasil em 574,80 milhões de toneladas, com uma queda de 4,6% ante 2020/21.

“Um dos maiores comerciantes físicos de açúcar do mundo acaba de reduzir sua previsão de safra de cana de 530 para 510 milhões de toneladas. A produção de açúcar agora é esperada perto de 31 milhões, uma redução de cerca de 7,5 milhões”, disse o trader.

Acompanhando o frio no Centro-Sul, o mercado do açúcar bruto na Bolsa de Nova York dispara mais de 2% nesta manhã.

Fonte: Site Notícias Agrícolas | Data da publicação: 20/07/2021

Deixe uma resposta