ABNT pode conceder Rótulo Ecológico para o café brasileiro

Portal Agro Credicitrus - Imagem de café

O aumento da consciência ambiental por parte dos brasileiros nas últimas décadas tem influenciado o mercado na busca por soluções que reduzam os impactos gerados na produção, consumo e descarte dos produtos.

Para auxiliar o consumidor na escolha de café de boa qualidade e com histórico socioambiental confiável, a Associação Brasileira de Normas Técnicas — ABNT criou o procedimento específico de Rotulagem Ambiental para o setor de produtos agrícolas em todo o país.

A rotulagem ambiental baseia-se em considerações sobre o ciclo de vida do produto, estabelecendo critérios que garantam que produtos de menor impacto ambiental estejam disponíveis no mercado de forma diferenciada dos produtos concorrentes

Em 26 anos, o programa da ABNT já certificou mais de 2,7 mil produtos em diversas categorias, como automotivo, construção civil, equipamentos domésticos, de escritório/móveis, material para escritório, produtos de limpeza, de papel, higiene pessoal, limpeza, têxteis e vestuário.

Selo Verde

Para a obtenção do rótulo Tipo I, conhecido como Selo Verde do Café Brasileiro, o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma/ONU), em parceria com o Ministério da Economia e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTIC), lançou recentemente o Manual Operacional que orienta sobre os passos para obtenção do rótulo ecológico da ABNT, o Beija-flor, rumo a uma Economia de Baixo Carbono.

A certificação é voluntária e é concedida pela ABNT Certificadora, entidade de terceira parte, assegurando a imparcialidade e atestando a credibilidade do rótulo que é colocado nos produtos ou serviços.

Na América do Sul, a ABNT é o único membro pleno do Global Ecolabelling Network (GEN), uma entidade mundial sem fins lucrativos que representa as maiores instituições de rotulagem ambiental do tipo I do mundo. “A participação no GEN possibilita a cooperação, troca de informações entre os membros, estimulando o desenvolvimento dos programas e abertura de novos mercados para as empresas”, afirma o presidente da ABNT, Mario William Esper.

Segundo ele, a atribuição do Rótulo Ecológico (Selo Verde) é similar a uma premiação, uma vez que os critérios são elaborados visando à excelência ambiental para a promoção e melhoria dos produtos e processos. “Sua eficiência e credibilidade se devem ao fato de levar em conta os impactos ao longo de todo ciclo de vida dos produtos, ao contrário de outras certificações ambientais. No processo da ABNT, a redução dos impactos negativos é verificada desde a extração da matéria-prima, passando pelo processamento, transporte, uso e indo até a destinação final dos materiais e produtos”, ressalta o presidente.

Além da questão ambiental, o programa estabelece também critérios de adequação ao uso, para garantir que os produtos tenham a qualidade necessária para sua utilização, além de serem ambientalmente responsáveis, e também alguns critérios que estão focados em aspectos sociais.

Os critérios que um produto deve atender para obter o Rótulo Ecológico da ABNT estão disponíveis no Portal da Sustentabilidade da ABNT e ficam disponíveis para consulta pública no momento da sua elaboração e revisão, demonstrando a transparência e a credibilidade do processo.

Fonte: Site Agrolink | Data da publicação: 22/06/2022

Deixe uma resposta